A vida vai ensinar

by Cidadão Plebeu

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
03:46
2.
02:36
3.
4.
05:46
5.
6.
04:42
7.
8.
9.
04:20
10.
11.
03:07

about

É com orgulho e amor que apresentamos nosso primogênito. O primeiro disco da banda paulista Cidadão Plebeu.

Intitulado "A vida vai ensinar", o disco contém 10 faixas autorais, com guitarras que se distorcem e contorcem com a levada pesada do baixo e a batida psicodélica da bateria. É possível ouvir gritos e grunhidos, somados às vozes que ecoam cantando a realidade de vidas, sobre conflitos existenciais e a luta entre o bem e o mal.
O disco conta a histórias de seres que perderam-se entre o amor e a dor, indivíduos que vivem no mundo da lua ou apenas à base da loucura cotidiana. Fala de pessoas que simplesmente preferem um quarto, um café e a solidão. Narra histórias de esperançosos buscando a paz interior ou simplesmente desejam dirigir um veículo loucamente por uma estrada sem volta.

Gravado no estúdio Subway em meados de 2014, com produção de Anderson Lima, Erick Alves e Hugo Falcão, o disco proporciona uma viagem sonora, com uma linguagem de fácil compreensão.
Indicado para todos que gostam de um bom rock sem títulos ou denominações.

Cidadão Plebeu é:

Sócrates Cabral
Edson Gomes
Fabio Jyn
Erick Alves

credits

released March 23, 2015

tags

license

all rights reserved

about

Cidadão Plebeu São Paulo, Brazil

Cidadão Plebeu é:

Sócrates Cabral
Daniel Moura
Rafael Ramone
Daniel Soares

contact / help

Contact Cidadão Plebeu

Streaming and
Download help

Track Name: Esperança
Milhões nas ruas, sem sentido
Levam a vida inteira sem saber
Pra onde ir e o que fazer
Não sabendo ao menos o porquê
Injustiça e medo cegam todos
Será que não há nada a fazer?

Nada pra sonhar, nada pra lutar
Nada pra viver, não saber o que é ter
Um sonho a alcançar
Um alguém que possa lhe dizer
Eu gosto de você, eu vim aqui só pra te ver
Track Name: Astronauta
Será que existe vida fora da Terra?
Será que somos os únicos?
Se o universo é imenso
As possibilidades muito maiores

Se existir será que lá tem edifícios?
Se existir será que existe uma metrópole tão louca como aqui?
Se existir o que eles fazem para se divertir?
Se existir só sei que estou aqui...

Estou em casa e ou telefone não toca
Onde estão meus amigos?
Eu faço a festa sozinho com o vinho, um drinque amargo
Vou pra janela do meu quarto
Olhar a Lua e as estrelas
Estão tão longe daqui e isso me faz pensar e sorrir
Track Name: A vida vai ensinar
Foi há muito tempo e lembrando o meu pai
Falando coisas boas e de coisas tão banais
O tempo era tão bom e que pena que passou
E tem gente que tem e não dá tanto valor

Eu estou aqui e vou contar para vocês
Que é melhor aprender e ser rápido de uma vez
Porque a vida pode te ensinar
Porque a vida pode te ensinar

Meu pai se foi tão cedo e não tive oportunidade
De falar sobre a vida e de coisas de verdade
Aproveite cada tempo, que o tempo não passou
Diga, eu te amo pai, foi você quem me criou

E eu estou aqui e vou contar para vocês
Que é melhor aprender e ser rápido de uma vez
Porque a vida pode terminar
Porque a vida pode terminar

Acredite no que digo é por própria experiência
Dê valor em sua família e também a sua descendência
Nos amigos da escola, do boteco e do trabalho
Nossa vida é passageira curta o maior barato
Que é a vida

E havia muitas coisas que eu não compreendia
De tantas vezes que eu jamais entenderia
E agora com os meus trinta anos de idade
Percebi que pra viver e ter a tal felicidade
Não é querer o que os outros têm
Mas agradecer por tudo o que a vida me deu
Track Name: Doce veneno
Sei que sou incompreensível
Tudo leva a crer que sou insensível
Até demais
Ideias banais e destorcidas
Cabeça no futuro com os pés no passado
Destruíram a mim e à você
Tão carente ao ponto de mudar de opinião

Sonhando que seríamos um só
Mas o movimento do mundo
Aqui estou, mundo girou, não nos deixou
No mesmo lugar
Onde vamos parar

Sei que sou incompreensível
Tudo leva a crer que sou insensível
Até demais
Feridas que não cicatrizam
E jamais eu saberei como sarar

Sonhando que seríamos um só
Mas o movimento das ondas
não nos deixou no mesmo lugar
e aqui numa situação
Aonde vamos parar

Agora desce sobre mim
Meu próprio veneno
Vozes no escuro não soam tão bem
Track Name: Entre paredes
Tão intenso e profundo
Perdido em meus pensamentos
Uma solidão que sufoca
Tortuosa vida
Depressivo às vezes
Sorrisos que enganam
A matéria prima da desilusão
Ou não...

A falta de um conselho
E o absurdo da falta de atenção
Cicatrizes que ainda doem
Causadas por palavras
Que as vezes tornam-se
Gritos sufocados

Não, deixe-me aqui
Não, quero companhia
Não, quero atenção
Não, deixe-me tão só

Só quero o vazio do meu quarto
Meu reino sem exército
A música suave do silencio
E a paz que eu preciso
A revolução e a guerra interior
O emocional afeta o espiritual
E quando eu me levantar
Não espere o mesmo homem
Sofrido e retalhado
Cansado e esperando
O tão sonhado renovo
Track Name: Desprezo
Mais um dia triste de chuva e frio
E quando o dia acaba eu fico aqui pensando
Que tudo poderia ter sido diferente
Eu não deveria ter me entregue a você
Agora nada mais importa

O meu desespero é a tua alegria
O meu desprezo é o teu pagamento
Houve dias em que fui atrás
Mas tudo se desfaz
Tudo mudou, mudou de cor
Mais um show acabou
E os gritos microfonados foram abafados

A tua mente maliciosa já não incomoda
As sombras dos teus fantasmas já não me amedrontam
Copos de vidros, garrafas quebradas
E eu não quero um amor corruptível
Eu já não sinto mais o mesmo calafrio ao te ver

Tudo mudou, mudou de cor
Mais um show acabou
E os gritos microfonados foram abafados

Eu sei, éramos apenas crianças
Em busca de um sonho, um conto de fadas com castelos
Mas acho que cresci e não acredito mais
Em bruxas, duendes e final feliz...

O meu desespero é a tua alegria
O meu desprezo é o teu pagamento
Houve dias em que fui atrás
Mas tudo se desfaz
Tudo mudou, mudou de cor
Mais um show acabou
E os gritos microfonados foram abafados
Track Name: Do outro lado do muro
Há muito tempo te espero
Há muito tempo tenho paciência
De ver se você volta

Há muito você se foi
E me deixou aqui sofrendo
Nenhum amor, só solidão
Quanto tempo vou esperar

Não quero nem saber
Não vai ter perdão
Esse sentimento que me incomoda
O tempo todo, o dia inteiro
Eu só quero paz

Será que você não se liga
Será que você não se incomoda
Quanto tempo terei que gritar, xingar, chorar

Me liga não te esqueças de mim
Me deixa ao menos ser feliz
Ao ouvir o som da tua voz
Dizendo...

Esse amor pagão me leva ao desespero
Eu aqui
E você do outro lado do muro

Será que você não se liga
Será que você não se incomoda
Quantas vezes terei que gritar, xingar, chorar

Me liga não te esqueças de mim
Me deixa ao menos ser feliz
Ao ouvir o som da tua voz
Dizendo:

Eu quero você só pra mim
Eu quero você aqui
Não vou repetir
Essa é última chance de dizer
Como amo você
Track Name: Flores para a guerra
Deixa, eu levarei
Flores, além de armas para a guerra

Deixa, eu levarei
Flores, além de armas para a guerra

Talvez eu morrerei, é eu vou morrer
De amor e de saudades de você

Não quero matar, não quero morrer
No meu deserto irá nevar
Na primavera as flores irão murchar

E já não importam as medalhas e condecorações
A guerra é feita medo, sangue, ódio e dor

Não consigo dormir, quando durmo tenho pesadelos
Reze por mim, reze por nós

Deixa, eu levarei
Flores, além de armas para a guerra

Deixa, eu vou levarei
Flores, além de armas para a guerra
Para o fim, para o fim
Track Name: Migalhas
Sinto calor, sinto frio.
Você ficou com outro
Mas há quatro horas atrás
O lance era comigo

Te deram uma taça com veneno
E um bolo recheado de droga
Você aceitou, você aceitou
E na vida ninguém sabe do amanhã

Se você vier
E me procurar
Mandarei dizer
Que ele não esta

Você trocou a sombra de uma arvore
Por fogueira feita no verão
Confundiu uma pedra com diamante
Trocou ar puro por poluição
E na vida ninguém sabe do amanha

E ai ai que o meu medo
Duela com o desejo
Pois conheço o bem o poder que tem sue beijo
Você ficou com migalhas
E eu com a solidão
Eu preferi a verdade
E você uma ilusão
Track Name: Um cara tão normal
Não quero mais ser
O que falta pra chegar até outro lugar?
O que sinto é algo tão normal e nada especial

Quem você pensa que é?
E mente tão normal.
É algo baixo astral
Vou chegar em minha casa esperando encontrar
Alguém que não está, já foi

Sim, é tarde demais,
Eu sei que sou capaz
de me sentir tão frio, vazio

Sei que o resto já passou,
Que tudo terminou
E não tenho mais o meu lugar aqui
Sei que tudo é normal, eu sei que já fui mau
Tudo o que senti faz parte de mim
Eu sei que você quer,
Me sinto tão mal
Mas isso não me deixa tão triste como você

Tantas coisas pra contar
Tantos sonhos pra tentar
Tantas coisas eu ouvi
Você pensa que eu perdi?

Que eu desisti?
Estou aqui
E eu estou aqui, vou falar pra ti
Que nunca desistirei
Eu sonho algo a mais
Eu não vou aceitar
A derrota que você
Declarou pra mim
E eu vou lhe dizer
Que em nada sou normal
Track Name: BR-381
Entre no carro e vamos conversar
Aperte o cinto, pois não quero parar
Na estrada o asfalto é quente como carvão
E de repente me desprendo do chão
Não desejando que isso chegue ao fim
Sinceramente é muito bom estar aqui
Preste atenção sinta a brisa no ar
O vento em seu rosto continua a soprar

Tem sentimento eu não posso esquecer
A rádio toca uma musica deprê
Eu piso fundo pra você não escapar
Existe um lugar que eu quero lhe mostrar
Tem tanta gente querendo conversar
Tem tanta gente que não sabe onde esta
Não sei se estou voltando ou se estou indo
E nesta estrada continuo seguindo
Se me perguntam se estou bem ou o que sinto
Lhe respondo não se preocupe comigo
Respiro fundo, acelero e lhe digo
Vamos voar sobre o mar meu amigo

Sobre o mar!

Não sei se estou voltando ou se estou indo
Mas nesta estrada continuo seguindo